Contas de 2011 do ex-prefeito Fábio Zuza são reprovadas

Selecione a Imagem

Vereadores decidem pela reprovação das contas de ex-prefeito

Pela primeira vez na história de Iracemápolis

contas de um prefeito são reprovadas 

A sessão ordinária da Câmara Municipal da primeira segunda-feira deste mês, dia 2, foi marcada por um fato inédito na história de Iracemápolis, pois oito dos onze vereadores votaram contra o parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado (TCE), reprovando as contas do Município referentes ao exercício de 2011 quando Fábio Zuza (PSDB) era prefeito.

 Apesar do parecer favorável do (TCE), vários apontamentos gravíssimos foram levantados pelo mesmo, tais como a não-conclusão da obra da Creche Morro Azul e da Praça da Bíblia, além de duas obras referentes às Escolas Antonio Cândido de Camargo e Leontina de Oliveira.

Vale ressaltar que todas estas obras receberam o valor total para que os serviços pudessem ser concluídos, em alguns casos nem 50% das obras foram terminadas.

Também foi apontada a contratação de empresas sem processo licitatório e o não-pagamento de guias do INSS que foram previamente descontadas em folha e o valor não repassado para o INSS acarretando uma dívida enorme para o Município.

Segundo o Vereador Pedro Marcelo Franco de Campos (Pedrão do Noé) seria um absurdo aprovar estas contas, pois estes apontamentos irão acarretar em milhões que poderiam ser gastos em prol a cidade se houvesse o mínimo de planejamento da antiga administração pública. “Só posso lamentar esta situação, o povo de Iracemápolis não merecia tal descaso”, disse o vereador.

Após serem reprovadas pelos vereadores, as contas referentes ao exercício 2011 retornam ao TCE, sendo encaminhadas ao Ministério Público.

Não há comentários, seja o primeiro a escrever!

Escreva um comentário