Usina Iracema e AMACI promovem reforma total

Mais de R$ 2 milhões serão investidos na obra que facilitará a inclusão cultural da população local e da região

O tradicional Cine Iracema voltará a ser palco de grandes eventos culturais. Uma cerimônia na Câmara Municipal de Iracemápolis, no dia 04 de agosto, reuniu dezenas de autoridades e convidados para conferir mais detalhes do projeto de recuperação do local.

Promovida pela Usina Iracema, unidade do Grupo São Martinho, e a AMACI (Associação Movimento Arte e Cultura de Iracemápolis), a reforma do local terá um custo total de mais de R$ 2 milhões. Parte dos recursos da obra será obtida pelo Grupo São Martinho por meio de financiamento junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), além da Lei Rouanet por meio da qual a companhia repassará o valor do incentivo fiscal à AMACI.

A ampla reforma proporcionará ao Cine Teatro Iracema receber os mais variados tipos de espetáculos. Porém, a grande novidade será a possibilidade de receber grupos teatrais e musicais com um novo palco de 12 metros de comprimento.

“Trata-se de um importante projeto que tem como principal objetivo promover a inclusão cultural da população de Iracemápolis e também das cidades da região para as mais variadas manifestações artísticas”, afirma Fábio Venturelli, presidente do Grupo São Martinho.

Para Ângelo Denadai, presidente da AMACI, a aprovação do projeto junto ao Ministério da Cultura para a liberação dos recursos via Lei Rouanet é uma grande conquista para o meio cultural de Iracemápolis e, consequentemente, para toda comunidade. “O Cine Iracema faz parte da história da cidade. A recuperação do espaço trará conforto ao público, acessibilidade total para pessoas com deficiência, modernas instalações, além de recuperar o local para receber novamente grandes eventos culturais”, avalia Denadai.

A previsão é de que até meados de 2012 o prédio, que tem mais de 50 anos, seja transformado em um moderno Cine Teatro. Com capacidade para receber confortavelmente 316 pessoas, o local terá moderna infraestrutura e equipamentos adequados para receber espetáculos teatrais e musicais, palestras, projeção de filmes e eventos culturais e educacionais importantes para toda a comunidade.

Do espaço de 760 metros quadrados, serão mantidos a tradicional fachada e os painéis internos de gesso trabalhados nas paredes do prédio com cenas que remetem à atividade agroindustrial da cana-de-açúcar.

Uma bomboniere, quatro banheiros e um mezanino com capacidade para 56 pessoas são algumas das novidades que o público encontrará no Cine Teatro Iracema quando for reinaugurado.

Todo o projeto foi constituído a partir de padrões de acessibilidade que garantem totais condições de deslocamento para pessoas com deficiência, inclusive os camarins e o palco.

Além da completa reforma das instalações elétricas e hidráulica do prédio, pinturas e outras melhorias, o Cine Teatro Iracema terá um espaçamento entre poltronas maior para proporcionar mais conforto ao público.

História viva de Iracemápolis

O Cine Iracema foi inaugurado em 15 de novembro de 1959 pela Usina Iracema com a exibição do filme italiano “Donatella”. O local foi referência para as companhias cinematográficas nas décadas de 60 e 70, quando recebia até estreias de filmes por ser um dos grandes cinemas do interior da época.

Em 1984, as atividades de exibição de filmes encerraram-se para dar lugar, pouco tempo depois, a um cineclube. Porém, a iniciativa não durou muito tempo pela falta de interesse do público. Com o encerramento das atividades de cinema, a Usina Iracema passou a utilizar o local para realização de cursos, treinamentos e atividades da área de Recursos Humanos. Entre os anos de 2000 e 2006, o prédio recebeu algumas benfeitorias promovidas pela usina, como a reforma do telhado.

Para viabilizar a completa recuperação do Cine Teatro Iracema, foi desenvolvido no ano de 2006 o Projeto “Memória e Cidadania: ações de requalificação, adaptação e capacitação técnica do Cine Iracema”. O objetivo do documento era conseguir junto ao Ministério da Cultura recursos via isenção fiscal (Lei Rouanet) para transformar o local em ponto de referência das atividades culturais voltadas à comunidade de Iracemápolis e região.

Em 2007, por iniciativa da Usina Iracema junto com a comunidade, foi criada a AMACI (Associação Movimento Arte e Cultura de Iracemápolis) com quem a empresa fez um contrato de comodato cedendo o prédio do Cine Iracema. A AMACI passou a ser a responsável pelo prédio e também a entidade titular do projeto de recuperação do espaço que estava em análise no Ministério da Cultura.

O projeto foi analisado nos últimos anos por diversas comissões do Ministério da Cultura, consultoria jurídica e IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Para o Grupo São Martinho, a aprovação representa um desfecho positivo para o patrimônio histórico e cultural de Iracemápolis.

Faça sua pesquisa

Pesquisa de Leis e Proposituras

Leis Proposituras Atos da Câmara

TV Câmara

As sessões da Câmara ocorrem todas as segundas-feiras às 19 hrs.

Veja as sessões anteriores